MPRS e Corsan firmam parceria para mapear e conservar nascentes

MPRS e Corsan firmam parceria para mapear e conservar nascentes

logo

Buscando avançar no mapeamento e na conservação de nascentes de água, o Ministério Público e a Corsan firmaram convênio na sexta-feira, 11 de junho

A parceria visa estabelecer o acesso da Corsan ao sistema “Água para o Futuro”, do MPRS, com repasse das informações sobre as nascentes que forem localizadas e cadastradas pela Corsan no âmbito do Programa Especial de Pagamento por Serviços Ambientais (PPSA).

A iniciativa “Água para o Futuro”, que pode ser acessada por meio de aplicativo de celular, tem o intuito de identificar, monitorar, preservar e recuperar nascentes, contribuindo assim para a segurança hídrica e o abastecimento público de água. O convênio vai fomentar práticas transparentes de recuperação e conservação de áreas de proteção permanente associadas às nascentes, garantindo um apoio que beneficia diretamente a sociedade e os usuários da água e valoriza as propriedades rurais e as fontes de abastecimento.


LEIA TAMBÉM: SEQUENCIAMENTO GENÉTICO PARA PRESERVAÇÃO AMBIENTAL


“Aprimorar as entregas à população”

Para o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Júlio César de Melo, que firmou o convênio pelo MPRS juntamente com o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Daniel Martini, “a aliança com a Corsan materializa a necessária união de esforços entre entes públicos para aprimorar as entregas à população”.

Na ocasião, Martini contou que o projeto “Água para o Futuro” surgiu no estado do Mato Grosso, com posterior adesão do MPRS. “O aplicativo inova no sentido de mapear as nascentes, podendo construir, assim, um banco de dados referência no tema”. De acordo com o promotor, aliado ao projeto de recuperação das APPs das nascentes, a parceria entre MPRS e Corsan “representa a união de grandes forças em prol da efetividade da proteção das nascentes e dos recursos hídricos em geral”.

Estiveram presentes na assinatura, ocorrida na sede do MPRS, o diretor-presidente da Corsan, Roberto Barbuti, a diretora de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Liliani Cafruni, e a chefe de Programa Especial, Marluza Górga.

Fonte: MPRS.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s