O governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), deixou de honrar parcelas de contrato firmado junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e foi incluído pela STN (Secretaria do Tesouro Nacional), vinculada ao Ministério da Economia, em lista de municípios inadimplentes e impossibilitados de firmar novas operações de crédito por tempo determinado. https://www.dgabc.com.br/Mobile/Noticia/3660553/s-bernardo-da-calote-e-uniao-cobre-r$-30-mi-de-parcela-em-atraso